Dança Clássica Indiana


A Dança Clássica Indiana é dividida em Nritta (dança pura ou abstrata) e Nrittya (dança expressiva). A expressiva tem como objetivo contar as histórias dos Deuses da mitologia hindu com fundo filosófico, cultural e religioso ou devocional.


A Dança Clássica Indiana pode ser rastreada até 400 aC, aos tempos de Natya Sastra de Bharata Muni. Na verdade, Bharata's Natya Sastra, considerada a Bíblia da Índia, é a fonte mais importante para determinar as características das danças.


O Natya Shastra abrange vários elementos como cenografia, dança, maquiagem, musica clássica , mimicas, figurinos, sentimentos e emoções escrito em Sancrito com um texto em 6 capitulos composto de 6.000 sutras ou versos.


Natya é a junção de drama (atuação), música e dança, Shastra quer dizer escritura. Literalmente os termos natya significa = drama ou teatro e veda = conhecimento.


É dito que Natya Shastra foi composto pelo Deus Brahma, extraído dos quatro Vedas, assim Natya Shastra é também de chamado de Natya Veda, pois Brahma teria incorporado nele todas as artes e ciências que havia nos Vedas. Do Sama Veda ele retirou a música, do Rig Veda a poesia e a prosa, do Yajur Veda o gestual e a maquiagem e finalmente do Atharva Veda a representação dramática. Os Vedas não foram comunicados aos homens e só podem ser conhecidos graças ao profeta Bharata que traz aos humanos o Natya Shastra. Assim, Natya Shastra seria um quinto Veda, acessível aos humanos de todas as castas, para ser praticado por todos.



O dia em que você se permitir Ser, tudo será possível !